tiro-de-guerra02

como fugir do tiro de guerra


Para quem não está numa guerra, fugir do tiro de guerra é uma preocupação abstrata ou relativa a jogos de realidade virtual que emulam uma guerra. Fugir de um tiro de guerra, por mais que apareça em filmes a la Matrix, não é algo fácil para quem está no front. George Orwell relata em “Lutando na espanha” como foi alvejado pelas tropas fascistas de salazar.

Sempre vemos nos documentários como os EUA mantém, através de intenso treinamento, atiradores de elite altamente qualificados. Aliás, qualquer polícia ou força armada mantém tropa de atiradores especiais…Mas no Brasil a guerra não tem sido uma preocupação, nos últimos tempos. Então, para fugir de um tiro de guerra, é preciso conhecer a realidade de uma guerra, ouvindo os relatos dos combatentes e veteranos. Evidentemente, a resposta varia conforme vários fatores, como tipo de ambiente e oponente, armamento etc… Por mais preparado que se esteja, contudo, nada parece ser suficiente, nem mesmo rezar.Juntando técnica e sorte, é possível, porém, diminuir as chances de ser atingido, assim fugindo dos tiros de uma guerra. Mas, como guerra é guerra, melhor é fugir da guerra em si.

O “Tiro de guerra” é também uma instituição militar do Exército Brasileiro. Para evitar ser convocado pelo tiro de guerra, o candidato conta com uma boa notícia, como o exército está sem recursos e com excesso de contingente, existem mais voluntários do que pessoas que não querem ter de ser chamadas para se tornarem reservistas. O alistamento militar ainda é obrigatório no Brasil, então, ao invés de tentar usar alguma artimanha para se livrar do alistamento para o tiro de guerra, como atestado médico, por exemplo, o melhor é tentar reverter essa legislação como cidadão, tornando-se um ativista na atual democracia. Mas abaixo temos um link que conta algumas experiências que podem ser repetidas por quem quer ser dispensado do tiro de guerra:

COMO SER DISPENSADO DO TIRO DE GUERRA

Deixe uma resposta